Insa – Instituto Nacional do Semiárido

Notícias

29.03.2017 Insa e ASA discutem parceria com BNDES para projeto-piloto em captação e reúso de água
Imprimir

Prédio do BNDES
Prédio do BNDES

A reunião ocorrida no Insa teve como objetivo a apresentação de programas de crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social para o financiamento de um projeto piloto visando a implantação de sistemas de abastecimento complementares baseados em captação de água de chuvas. 

Aconteceu na manhã desta quarta-feira, dia 29, uma reunião entre representantes do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Articulação Semiárido Brasileiro (ASA) e Instituto Nacional do Semiárido (Insa). O encontro teve como objetivo a apresentação de programas de crédito do BNDES para financiamento de projetos a serem desenvolvidos pelo Insa.

Participaram da reunião o diretor Salomão Medeiros e a pesquisadora Fabiane Batista, do Insa, das organizações da sociedade civil, Luciano Silveira, da coordenação da ASPTA, e Vitor Maciel, da ASA Brasil, e pelo BNDES, Rodrigo Aguiar, Fernando Vieira e Fernando Castilhos.

Na ocasião, foram apresentados por parte da instituição financeira algumas linhas de créditos que já beneficiam instituições, a exemplo da Asa Brasil, que propaga através de politicas públicas, o projeto politico de convivência com o Semiárido. Bem como também foram expostos algumas iniciativas desenvolvidas pelo Insa na área de tecnologias sociais.

“O desejo do Insa, é que o BNDES possa viabilizar através de um financiamento o projeto com o uso de cisternas que já vem sendo produzido pela Asa nas comunidades rurais, bem como o do sistema de reúso de água, ao qual desenvolvemos aqui no Instituto”, afirmou Salomão Medeiros, diretor do Insa.

Nesse sentido, foi discutido no encontro a possibilidade de trazer esse projeto de captação e reutilização de água para a zona urbana, já que atualmente só existem ações no âmbito rural. Os  sistemas implantados funcionarão de forma complementar ao abastecimento de água regular urbano.

Segundo o pesquisador Luciano Silveira, “É necessário ter uma visão integradora entre a área cientifica e a sociedade através da articulação das instituições, e essa parceria com o BNDES poderá propiciar isso”.

Para Rodrigo Aguiar (BNDES), essa parceria é importante devido ao Insa ser um gerador de conhecimento, contribuindo assim não só para a região, como também para o banco que passa a ter uma melhor visão territorial do Semiárido, e dos projetos aqui desenvolvidos.

Encaminhamentos

Para as próximas etapas da parceria, ficou agendada uma segunda reunião entre as entidades para o mês de abril, onde serão apresentados pelo Insa o valor e a duração do projeto escolhido, que será financiado pelo Fundo Social.

Texto: Renally Amorim (Ascom do Insa)

Edição: Ascom do Insa

Imagem: BNDES

Atualizado em 29/03/17, às 16:30.

Voltar