Insa – Instituto Nacional do Semiárido

Notícias

10.04.2017 INCT ONDACBC padronizará monitoramento dos estoques de água e carbono na Caatinga
Imprimir

Participação do Reitor da UFPE na reunião do ONDACBC
Participação do Reitor da UFPE na reunião do ONDACBC

O ONDACBC permitirá que pesquisadores em rede construam um sistemático banco de dados com informações climáticas, ecohidrológicas e de ciclagem biogeoquímica de carbono, fundamentais para formular estratégias de adaptação às mudanças climáticas.

Pesquisadores oriundos de diversas instituições da Caatinga se reuniram na tarde da última sexta-feira, dia 07 de abril, em Recife (PE), na segunda reunião do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT): Observatório Nacional da Dinâmica da Água e do Carbono no Bioma da Caatinga (ONDACBC).

O objetivo do ONDACBC é ser um centro de referência nacional e internacional na realização de atividades de pesquisa para o levantamento de dados climáticos, ecohidrológicos e de ciclagem biogeoquímica de carbono, bem como no desenvolvimento de modelos de simulação para a definição de estratégias de adaptação/manejo da caatinga face às mudanças climáticas.

Recomendada no processo de análise de mérito técnico científico para financiamento pelo CNPq em maio de 2016 e aprovado o financiamento em outubro do mesmo ano, o INCT-ONDACBC integra um dos maiores programas de Ciência e Tecnologia do Brasil voltados à mobilização e articulação de grupos de excelência em áreas de fronteira científica e em áreas estratégicas para o desenvolvimento sustentável do País.

O responsável pela institucionalização do Observatório, atualmente seu coordenador de articulação, o pesquisador Antonio Celso Antonino, da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), afirmou que “a ideia é que possamos atuar como uma rede e padronizar a forma de monitoramento, as metodologias e as tecnologias, visando o fortalecimento das instituições do ponto de vista da geração de informações integradas sobre a Caatinga”.

Durante a reunião, o pesquisador Rômulo de Menezes (UFPE) foi apresentado como novo coordenador do INCT. Ele ressaltou a necessidade de que o Observatório se constitua como uma rede realmente colaborativa, que possa criar sinergias em pesquisas de longo prazo.

“Dessa forma, será possível abordarmos grandes questões regionais, de grande complexidade, em escalas espaciais e temporais, que não seriam compatíveis com pequenos projetos. Iremos criar eixos estruturantes de pesquisa do ONDACBC, nos quais possamos contribuir com temas de grande relevância regional e que demandam um esforço conjunto de longo prazo, fazendo a diferença no bioma Caatinga”, completou.

Sítios experimentais

A pesquisadora da Embrapa Semiárido, Magna Moura, apresentou um panorama da situação dos sítios experimentais que integram o ONDACBC, localizados em Serra Negra e João Câmara (RN), Campina Grande (PB), Serra Talhada, São João, Petrolina e Garanhuns (PE).

Ela ressaltou a necessidade de padronizar as tecnologias de monitoramento e as metodologias de processamento dos dados coletados nas torres de fluxo de energia, água e CO2 instaladas nesses sítios. Além de um programa preventivo de manutenção dos equipamentos, ela salientou a importância de estudos sobre a diversidade de espécies vegetais e classificação dos solos nesses locais.

Laboratórios associados

O ONDACBC integra um conjunto de laboratórios associados que irão viabilizar a produção e disponibilização de dados protocolados, visando o desenvolvimento qualitativo de pesquisas sobre a Caatinga.

O pesquisador Humberto Barbosa, coordenador do Laboratório de Análise e Processamento de Imagens de Satélites (Lapis/Ufal), um dos associados ao Observatório, destacou a importância de, além da definição dos protocolos de monitoramento, o INCT também investir na formação de recursos humanos e em uma política de disseminação de dados básicos que possam ser compartilhados com a comunidade científica.

O diretor do Instituto Nacional do Semiárido (INSA-MCTIC), Salomão Medeiros, salientou a relevância da consolidação da rede , envolvendo o desenvolvimento de pesquisas utilizando os laboratórios multiusuários do Instituto.

Homenagem

Na abertura da reunião, a equipe do ONDACBC fez uma homenagem ao professor Ignácio Hernán Salcedo, falecido na última segunda-feira, dia 03 de abril, em João Pessoa (PB). O pesquisador era professor aposentado da UFPE, e, no período 2011-2015, atuou como diretor do Insa, onde permanecia como Coordenador de Pesquisa. Ele e o professor Antonio Celso Antonino foram os mentores do ONDACBC, no qual atuavam como Vice-Coordenador e Coordenador Geral, respectivamente.

A homenagem contou com a presença do Reitor da UFPE, Anísio Brasileiro, acompanhado de pró-reitores, professores, funcionários e estudantes daquela instituição. Eles destacaram o papel do professor Salcedo em prol do desenvolvimento científico da região.

Texto e Foto: Catarina Buriti* (Ascom do Insa)

*De Recife, especial da reunião do ONDACBC

Voltar