Insa – Instituto Nacional do Semiárido

Notícias

18.04.2017 Insa e Ceop realizam projeto para reflorestamento e recuperação de áreas degradadas no Seridó
Imprimir

Oficina de boas práticas com agricultoras da região
Oficina de boas práticas com agricultoras da região

As ações têm como objetivo trabalhar a experiência de convivência com a semiaridez e combate a desertificação no Semiárido paraibano 

No período de 03 a 07 de abril ocorreram no município de Picuí (PB) ações de combate à desertificação e recuperação de solos que fazem parte do projeto “Recuperando a Cidadania e Equilíbrio Ecológico no Semiárido Paraibano”, financiado pela Fundação Interamericana (IAF). O projeto é fruto da parceria firmada entre o Instituto Nacional do Semiárido (Insa/MCTIC) e o Centro de Educação e Organização Popular (Ceop), com articulação da pesquisadora Talita Stael (Insa/Mctic) e execução do Consultor do  IICA (Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura) João Macedo.

O projeto também trabalha a conservação de recursos hídricos e a implantação de quintais produtivos, utilizando plantas nativas da Caatinga para reflorestamento e alimentação de animais.

Durante o mês de março, o Insa distribuiu cerca de 200 mudas de plantas de 9 espécies nativas da Caatinga, para uma das comunidades do município, com o intuito de colaborar com o processo de reflorestamento da região.

Boas práticas

Durante os cinco dias de atividades em Picuí, voltadas para o melhoramento e aperfeiçoamento das técnicas utilizadas no campo, ocorreram várias discussões com agricultoras e jovens da localidade, sobre o processo de desertificação, incentivando a participação feminina na luta pela convivência com o Semiárido.

No dia 3, as ações concentraram-se na comunidade Lajedo Grande, localizado na zona rural do município, onde foram realizadas palestras sobre manejo do solo, bem como atividades práticas utilizando técnicas biológicas, a exemplo da preservação da fertilidade do solo através da reposição de matéria orgânica.

Já os dias 05 e 06 foram destinados para técnicas de ações físicas na comunidade Quixaba e contou com a participação de agricultores da região. Na propriedade, foram construídos barramentos contínuos (Sistema Base Zero) e de renques de pedras em curva de nível, para controle de erosão.  Os outros dias foram dedicados à capacitação teórica com os temas ligados ao projeto, nessa mesma comunidade.

 

Texto: Renally Amorim (Ascom do Insa)

*Com informações Kamilla Salusto (Ascom Ceop)

Foto:  Kamilla Salusto (Ascom Ceop)

 

Voltar